[continuação]

- bibliografia/referências bibliográficas devem constar de uma seção correspondente, ao final do texto, em ordem alfabética por sobrenome, seguindo os seguintes exemplos: 

1.   Livro 

ÚLTIMO NOME, Primeiro Nome do autor. Título. Edição. Local de publicação: Editora, ano de publicação.

2.   Livro de dois autores 

ÚLTIMO NOME, Primeiro Nome do autor;  ÚLTIMO NOME, Primeiro Nome do autor. Título. Edição. Local de publicação: Editora, ano de publicação.

3.   Livro de vários autores 

ÚLTIMO NOME, Primeiro Nome do autor et al. Título. Edição. Local de publicação: Editora, ano de publicação.

4.   Capítulo de livro 

ÚLTIMO NOME, Primeiro Nome do autor et al. “Título do Capítulo”. In: Título. Local de publicação: Editora, ano de publicação, intervalo de páginas.

5.   Coletânea 

ÚLTIMO NOME, Primeiro Nome do autor;  ÚLTIMO NOME, Primeiro Nome do autor (orgs.).Título. Local de publicação: Editora, ano de publicação

6.   Artigo em coletânea organizada pelo mesmo autor 

ÚLTIMO NOME, Primeiro Nome do autor et al. “Título do Artigo”. In: Título da Publicação. Local de publicação: Editora, ano de publicação, intervalo de páginas.

7. Artigo em coletânea organizada pelo autor em conjunto com outro 

ÚLTIMO NOME, Primeiro Nome do autor et al. “Título do Artigo”. In: ÚLTIMO NOME, Primeiro Nome do autor; ÚLTIMO NOME, Primeiro Nome do autor; ÚLTIMO NOME, Primeiro Nome do autor. Título. Local de publicação: Editora, ano de publicação, intervalo de páginas.

8.   Artigo em coletânea organizada por outro autor 

ÚLTIMO NOME, Primeiro Nome do autor et al. “Título do Artigo”. In: ÚLTIMO NOME, Primeiro Nome do autor (org.). Título. Local de publicação: Editora, ano de publicação, intervalo de páginas.

9.   Artigo em Periódico

ÚLTIMO NOME, Primeiro Nome do autor et al. “Título do Artigo”. Título, ano de publicação, volume/número, intervalo de páginas.

10.  Dissertações e Teses Acadêmicas

ÚLTIMO NOME, Primeiro Nome do autor. Título (dissertação de mestrado), Sigla do Programa de Pós-Graduação/Universidade, ano da defesa.

11.  Segunda ocorrência seguida do mesmo autor

ÚLTIMO NOME, Primeiro Nome do autor. Título. Edição. Local de publicação: Editora, ano de publicação.

_______.  Título. Edição. Local de publicação: Editora, ano de publicação.

12.  Consultas on-line 

ÚLTIMO NOME, Primeiro Nome do autor. Título. Disponível em <http://www.xxxxx.xxxx>. Acesso em xx/xx/xxxx. 

Outras Formas 

Quanto às demais formas, merecem comentário a do ensaio e a da análise de conjuntura. Em lugar de acolher apenas as formas ‘seguras’, como as prescritas pela ‘boa prática acadêmica’, aquele que se lança à experiência de escrever um ensaio se vê responsável por todas as decisões que compõem o texto. Dessa forma, o autor poderá se abrir às demandas postas pelo conteúdo da interpretação que, então, comunicará ao leitor – o qual obterá do ensaio muito mais do que informações. Por seu turno, a tradição da análise de conjuntura, embora mais dura, trata de temas cuja urgência é contemporânea da escrita. Se pensamento e ação caminham juntos, o tratamento dos problemas do momento demanda esforço analítico. Desta forma, a forma da análise de conjuntura cristaliza a exigência de fazer a vida intelectual estar em permanente contato com práticas de intervenção. Assim, a avaliação de propostas de ensaio e análise de conjuntura levará em conta as características próprias destas formas. 

VOLTAR <<